svg

We build your dream

    Renato

    / 20 de agosto de 2018

    Boa noite Dr. Robson. Sou colega e iniciante na área de leilões. Estou me especializando e adquirindo maiores conhecimento neste ramo. Porém, nada melhor do que obter conhecimentos com pessoas que já possuem um amplo conhecimento sobre o assunto. Pois bem. Fui contratado para acompanhar um cliente em um leilão. Meu cliente arrematou o imóvel no primeiro leilão. Ocorre que o executado entrou com Embargos a Arrematação, alegando que o imóvel foi vendido por valor inferior ao venal. De fato a última avaliação do imóvel juntada aos autos foi no ano de 2014. E a arrematação ocorreu em junho do corrente ano. A minha dúvida é a seguinte. Qual o risco do juiz acolher os embargos do executado e determinar que seja realizada nova avaliação do imóvel, bem como determinar um novo leilão, anulando o que meu cliente arrematou? Importante salientar que o lance de arrematação foi acima de 50% do valor de avaliação, juntada aos autos no ano de 2014.
    Desde já lhe agradeço. Forte abraço.